Um massacre dos pobres do mundo

01-05-2008

  18:37:12, por Corral   , 1061 palavras  
Categorias: Ensaio

Um massacre dos pobres do mundo

Tumultos alimentares e especuladores
Mike Whitney [*]
Resistir

"Um massacre dos pobres do mundo", afirma Chávez

Estalaram tumultos alimentares por todo o globo, desestabilizando grandes partes do mundo em desenvolvimento. A China está a experimentar uma inflação de dois dígitos. A Indonésia, o Vietname e a Índia impuseram controles sobre as exportações de arroz. O trigo, o milho e a soja estão em alturas récorde e ameaçam subir ainda mais. Sobem todas as categorias de commodities. O Programa Alimentar Mundial adverte que haverá fome generalizada se o Ocidente não proporcionar ajuda humanitária de emergência. A situação é horrenda. O presidente venezuelano Hugo Chávez resumiu isto assim: "É um massacre dos pobres do mundo. O problema não é a produção de alimentos. É o modelo económico, social e político do mundo. O modelo capitalista está em crise".

Certo, Hugo. Não há escassez de alimentos; são apenas os preços que estão a tornar a comida inacessível. A política de "dólar fraco" de Bernanke ateou uma onda de especulação em commodities que está a empurrar os preços para a estratosfera. A ONU denominou a crise alimentar global de "tsunami silencioso", mas é mais como uma inundação; o mundo está a nadar em dólares cada vez menos valiosos que estão a tornar os alimentos e as matérias-primas mais caras. Bancos centrais estrangeiros e investidores possuem actualmente US$6 milhões de milhões (trillions) em dólares activos denominados em dólares, de modo que quando o dólar começa a deslizar o sofrimento irradia-se através de economias inteiras. Isto é especialmente verdadeiro em países onde a divisa está ligada ao dólar. Eis porque a maior parte dos Estados do Golfo estão a experimentar inflação galopante.

Os EUA estão a exportar a sua inflação através do aviltamento da sua divisa. Agora um trabalhador do campo no Haiti que ganha US$2 por dia, e gasta tudo isso para alimentar a sua família, tem de ganhar o dobro daquela quantia ou comer a metade. Não é uma opção que um pai queira tomar. Não é de admirar que seis pessoas tenham sido mortas em Port au Prince nos recentes tumultos alimentares. As pessoas enlouquecem quando não podem alimentar seus filhos.

Os preços dos alimentos e da energia estão a sugar a vida da economia global. Bancos e fundos de pensão estrangeiros estão a tentar proteger seus investimentos desviando dólares para coisas que reterão o seu valor. Eis porque o petróleo está a aproximar-se dos US$120 por barril quando deveria estar entre os US$70 e US$80.

Segundo Tim Evans, analista de energia no Citigroup em Nova York, "Não défice de oferta-procura". Nenhum. De facto, os fornecedores estão a esperar um excedente de petróleo no fim deste ano.

"O caso para a redução dos preços do petróleo é directo: A perspectiva de uma profunda recessão nos EUA ou mesmo um período marcado pelo crescimento económico lento entre os principais consumidores de energia no mundo causa uma depressão no consumo de energia. Até hoje neste ano, a procura de petróleo nos EUA está 1,9% mais baixa em comparação com o mesmo período em 2007, e preços mais elevados e uma economia fraca este ano deveriam abater em 90 mil barris por dia o consumo de petróleo estado-unidense, segundo o organismo federal Energy Information Administration" ("Bears Baffled by Oil Highs" Gregory Meyer, Wall Street Journal )

Não há escassez de petróleo; isso é outra falcatrua. Os especuladores estão simplesmente a conduzir para cima o preço do petróleo para limitar (hedge) suas apostas no dólar em queda. O que mais podem eles fazer; colocá-los no mercado congelado de títulos, ou no mercado de acções que se afunda, ou no mercado habitacional em colapso?
Do Washington Times:

"Agricultores e executivos alimentares ontem apelaram sem êxito a responsáveis federais por medidas regulamentares para limitar a compra especulativa que está a ajudar a conduzir os preços alimentares para a alta. Enquanto isso, alguns americanos estão a acumular géneros como arroz, farinha e petróleo na antecipação de preços altos e escassez a propagar-se de além mar. A Costco e outras mercearias na Califórnia relataram uma corrida ao arroz, a qual foi forçou-os a estabelecer limites sobre quantos sacos de arroz cada cliente pode comprar. Os filipinos no Canadá estão a reter todo o arroz que conseguem descobrir e a despachá-lo para parentes nas Filipinas, os quais estão a sofrer uma escassez severa que deixa muitas gente famélica". (Patrice Hill, Washington Times )

A administração Bush sabe que há briga e intrigas em andamento, mas eles simplesmente olham para outro lado. É o processo recorrente da Enron, em que Ken Lay Inc. tosou o público com absoluta impunidade enquanto os reguladores sentavam-se à parte a aplaudir. Grande. Agora é vez da Commodity Futures Trading Commission (CFTC), eles estão a adoptar a abordagem "não tocar" de modo a que os vivaços da Wall Street ganhem uma fortuna fazendo subir o preço de tudo, desde as bolachas crackers até as sanitas.

"Uma audição terça-feira em Washington, perante a Commodity Futures Trading Commission, iniciou uma nova ronda de exames quanto à popularidade dos futuros agrícolas, outrora uma arena tranquila que durante anos foi dominada em ampla medida por grandes produtores e consumidores de colheitas e seus bancos que tentavam administrar riscos de preço. A postura oficial da comissão e de muitos dos correctores, entretanto, provavelmente irá desapontar muitos grupos de consumidores. O economista da CFTC planeia declarar na audição que a agência não acredita que investidores financeiros estejam a conduzir os preços dos cereais para a alta. Alguns compradores de cereais dizem que grandes apostas de especuladores em transacções relativamente pequenas de cereais, em especial recentemente, estão a pressionar preços para os consumidores comuns". ("Call Goes Out to Rein In Grain Speculators", Ann Davis)

E a agência não acredita que investidores financeiros estejam a provocar altas nos preços do cereais!

Sem comentários ainda

Maio 2024
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administração

powered by b2evolution free blog software