O IMPERALISMO MADRILENHO é a MISÉRIA da GALIZA

02-01-2010

Link permanente 18:52:29, por José Alberte Email , 278 palavras   Português (GZ)
Categorias: Ensaio

O IMPERALISMO MADRILENHO é a MISÉRIA da GALIZA

Equilíbrio territorial e unidade de Espanha

A.C. Pereira Menaut/ Xornal de Galicia

Segundo um anuncio publicado por PromoMadrid na revista The Economist (12-XII-2009, quaderno pequeno interior de tecnologia, p. 5), em 2008 a regiom de Madrid concentrou o 82 por cento de todo o investimento directo estrangeiro em Espanha. Nom entendo umha palavra de economia nem de contas públicas, mas os números som esses, e quem os fornece é PromoMadrid, empresa pública madrilenha que deve saber o que di.
Para comparar peras com peras e maçás com maçás, deveríamos nos perguntar a proporçom de investimento estrangeiro que concentrárom no mesmo período Washington, Ottawa, Berlim ou Roma, capitais de países também descentralizados ou federais.
Mas nom se trata só de acumulaçom de recursos. Madrid também concentra já em torno ao 13 por cento da povoaçom. Castela-León, maior que Portugal (se fosse um estado membro da Uniom Europeia seria o 12 por cento em superfície) tem o 18.5 por cento por cento da superfície espanhola, ainda que menos povoaçom que Galiza (o 5.5 por cento do total espanhol). Por contraste com o típico finca pé europeu na coesom e equilíbrio territoriais, tales cifras soam mais bem a latino americanas.
Poda que aqui conduza a ideia de que a salvaçom da unidade de Espanha passa outra vez por Madrid. A unidade de Espanha é umha ideia tam razoável como a que mais, e em todo caso tanto como a sua contraria. Porém se o que oferece a todos os que nom somos Madrid é um 18 por cento –e mal distribuído, e possivelmente decrescendo–, deduza cada quem o que deseje. Aparte do que espera lucrar o 82 por cento, quem com sentido comum entraria, ou permaneceria gostoso, num negocio assim?

1 comentário

Comentário de: João Veríssimo [Visitante] Email
Olá,
nos dias 26 e 27/12/2009, visitei Vigo e pensando que iria ser bem recebido expressando-me em galego genuino e independente (português...), quase me vi envolvido num ambiente identico a um quase já esquecido... que vigorou durante anos na Africa do Sul... e senti que sempre que me expressava em português era logo rejeitado. Aconteceu em dois restaurantes (um foi 'Siglo XXI' o outro era perto deste). Fiquei desolado pois foi a primeira vez que saí de territorio português e logo tinha que sentir esta discriminação... Quem me fez passar por isto concerteza que não era galego de origem, mas daqueles galegos-castelhanos descendentes de madrid... Sempre me ensinaram na escola (hitória) que os castelhanos são ciumentos e brutos, o que acabei por confirmar. Parece o tibete e a china... que tristeza de castelhanos!!!!!!! porquê? têm medo da galiza se torne independente?!!!!!
07-01-2010 @ 02:59

Deixe o seu comentário


Seu endereço de e-mail nom será revelado nesse site.

Sua URL será exibida.
(Quebras de linha se tornam <br />)
(Nome, e-mail & website)
(Permitir que usuários o contatem através de um formulário eletrônico (seu e-mail nom será exibido.))
Novembro 2014
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Busca

Feeds XML

Ferramentas do usuário

blog software