CAIXA GALICIA: O saqueio do OPUS-DEI

30-01-2010

  07:37:50, por Corral   , 547 palavras  
Categorias: Ensaio

CAIXA GALICIA: O saqueio do OPUS-DEI

Um alto executivo de Caixa Galicia cobra de media 924 mil euros
Em 2008, coa crise económica petando à porta, os oito membros do Comité de Direcçom aumentárom os seus salários um 60%.

Vieiros / R.Vilar - 21/10/2009

O máximo órgao executivo de Caixa Galicia (o Comité de Alta Direcçom) está composto por oito pessoas que se reúnem umha vez por semana. O director geral da entidade financeira é um deles, saber o nome dos outros sete é umha tarefa mais que difícil, incluso para os delegados sindicais da própria empresa. Porém, a Memória de 2008 da entidade financeira dá umha ideia da desafogada posiçom económica dos que formam parte deste órgao. Durante a anterior anualidade os oito membros cobrárom da caixa 7.397.000 euros, o que dá umha media de algo mais de 924 mil euros por cabeça.

As astronómicas quantidades anteriores, há que lhe somar outro tipo de ingressos que nom se computam na memória pero que também se presumem quantiosos. Assim, os altos executivos que à vez tenhem assento nos conselhos de administraçom de empresas participadas por Caixa Galicia, também cobram dietas a maiores destas últimas.

Quanta mais crise, mais quartos para os elegidos

A crise económica é alheia aos petos dos altos executivos de Caixa Galicia. A entidade conta umha verdade a medias quando assegura que o órgao de direcçom cobra menos devido à mala situaçom dos mercados. Seguindo a versom da própria Caixa de Aforros, houvo médios que recolhêrom este ano um suposto descenso dum 6% nos salários destes cargos.

A realidade é bem outra. Ainda que é certo que o Comité de Alta Direcçom cobrou 454 mil euros menos que em 2007, nom se explica a letra miúda: o número de membros passou de 13 a oito. Assim, os executivos que sobrevivêrom à "queima" passárom de cobrar umha media de 604 mil euros em 2007 aos 924 mil do ano passado. O que, em médio dumha das crises mais importantes das últimas décadas, representa um AUMENTO SALARIAL DE MAIS DUM 60%.

Se se retrocede quatro anualidades, póde-se comprovar como o aumento salarial leva anos sendo vertiginoso. Em 2005 o máximo órgao executivo de Caixa Galicia estava composto por 15 pessoas que cobravam um media de 353 mil euros anuais.

Quanto cobra o director geral de Caixa Galicia?
Saber o salário bruto do presidente do BBVA nom é complexo. Diferentes jornais publicárom que em 2008 o chantadino Francisco González foi o alto executivo bancário melhor pagado do Estado Espanhol, com algo mais de 5,3 milhons de euros brutos. Porém, nom resulta nada doado saber o soldo que percebe por exemplo o homemm forte de Caixa Galicia, o seu director geral:Joséé Luís Méndez.

Clodomiro Montero, dirigente da CIG-Banca e empregado de Caixa Galicia, confirma que saber os ingressos de Méndez é case missom impossível. Ele intentou-no por enésima vez o passado mês de Junho. Na Assembleia Anual de Caixa Galicia perguntou-lhe polas retribuiçons de cada um dos altos executivos.

Que nem os representantes sindicais saibam quanto percebe o director geral dumha entidade financeira participada polas administraçons públicas é um exemplo da grave opacidade que rodeia as caixas. Ainda sem saber exactamente a quantidade, parece que nom há dúvida de que Méndez é o empregado galego melhor pagado. E isso é assim dende que em 1981 (com 36 anos) chegou à direcçom geral de Caixa Galicia e se converteu numha peça clave da vida económica e política do país.

Sem comentários ainda

Agosto 2020
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administração

blogsoft