Ponte Vedra 100% em galego

Quem Somos? Actividades Crónicas

BUSCADOR

Feeds XML

Arquivos para: Janeiro 2010

1º Aniversário do ataque sionista a Gaza: projectamos "To shoot an elephant"

A Revira quer conmemorar o 1º aniversário do fim do bombardeio à Faixa de Gaza por parte de Israel. Um ataque que começou a 27 de Dezembro de 2008 e durou até 18 de Janeiro de 2009, e no qual 1.412 Palestinos perderam as suas vidas.

O documentário "To shoot an elephant" é um relato testemunhal a partir da Faixa de Gaza do que ocorreu durante esses dias. Esta narraçom directa e privilegiada torna-se num instrumento com o qual podemos confrontar a propaganda Israelita e o silêncio da comunidade internacional sobre o que realmente aconteceu. Polo seu valor como testemunho da populaçom civil, "To shoot an elephant" é um relato legítimo que conta o que realmente ali aconteceu. É um retrato insubstituível do que os meios de comunicaçom tentam esconder, uma excepcional banda sonora a ser ouvida por aqueles que crêm na propaganda sionista... fragmentos de realidade a mostrar como a vida é numa guerra onde nom há possibilidade de escapar.

Quinta Feira 21 de Janeiro às 20:30h.

Leia mais »

Escrito em 20-01-2010, na categoria: Actividades, Cinema
Chuza!
O galego nom se borra! A A.C Revira fronte à proposta desgaleguizadora do PP

Da Associaçom Cultural A Revira queremos denunciar a intençom do PP de recurtar ainda mais espaço ao galego no sistema educativo, em coerência coa sua política global de destruiçom programada da nossa língua e da nossa cultura.

Em contra do propugnado polos grupos galegófobos e aparentemente assumido polo indigno governo autonómico, o galego conta cumha defesa legal –emanada em linhas gerais da Lei de Normalizaçom Lingüística de 1983- raquítica, altisonante mas insuficiente, que pode ser avaliada como um fracasso global, já que propiciou que nos últimos anos viviramos a maior perda de falantes da história. No caso concreto do ensino, a presença da nossa língua nacional nom só nom é a veicular, como corresponderia a umha naçom normalizada, senom que nem sequera garante que a mocidade galega adquira um domínio semelhante ao da língua de substituiçom.

Depois de décadas de extermínio “harmónico”, o PP pretende agora acelerar este processo de lingüicidio por meio dum novo recurte sobre um decreto –o que estabelecia um 50% de materias em galego- que era tam só umha proposta de mínimos que nunca chegou a cumprir-se.
O rascunho apressentado representa nom só um insulto às galegas e galegos, senom à inteligência:

-ao enmascarar o auténtico conflito lingüístico galego –a secundarizaçom e absorçom da língua própria pola imposta polo Estado- sob a adquisiçom individual de outras línguas, em particular o inglés, por medio de pautas inaplicáveis e antipedagógicas.

-ao pretender aplicar às linguas –de utilizaçom coletiva e social por excelência- umha versom renovada do liberalismo individualista que obvia a muito desigual situaçom de partida, tanto em quanto à conhecemento como em relaçom aos prejuizos que ainda pessam sobre o galego. Assim, o governo autonómico ampara-se numha suposta “liberdade de eleiçom” de impossível aplicaçom, que nom existe no resto do sistema educativo (nem no relativo às matérias nem aos horários, por exemplo) nem vai ser real, já que umhas exiguas maiorias poderiam decidir a lingua de todo um centro.

Da A.C. A Revira, que leva já seis anos a exercer activismo social em defesa da língua, unimos à nossa voz a de todos os agentes sociais que rexeitam esta nova ofensiva, e comprometemonos a continuar a desenvolver um trabalho de base na comarca de Ponte Vedra que construa espaços para acadar mais galego, no ensino e em todos campos, e avance no difícil mas ilusionante caminho cara ao monolingüismo social numha Galiza liberada.

Escrito em 20-01-2010, na categoria: Associaçom, Comunicados
Chuza!
"Punishment Park": Cinema anti-repressivo na Revira (quinta 14 de Janeiro) V.O.L.G.

O C.S Revira apresenta o filme "Punishment Park" (Parque de Castigo), um filme que ainda produzido no 1971, durante a Guerra do Vietnam, reflicte à perfeiçom a perseguiçom e repressom política por parte do Estado sobre activistas e membros de movimentos sociais e políticos da esquerda transformadora. Quarenta anos depois, a realidade que reflicte "Punishment Park" nom pode ser alheia às e aos jóvens do dia de hoje, que vêm como o Estado Penal cresce e, com ele, a repressom sobre as ideias e a vontade de lograr um novo sistema que supere o capitalismo.

Projecçom: quinta 14 de Janeiro às 20:30

1971 - 88' Cor -Direcçom e guiom: Peter Watkins. Versom original legendada em galego

Punishment Park (Parque de Castigo) foi realizada após os anos quentes que fecharam a década dos sessenta, num momento no que a sociedade americana se encontrava submergida na repressom posterior à efervescência política e contestaçom juvenil provocada pela guerra do Vietnam: perto ficavam a repressom dos universitários -quatro mortos pela polícia no campus de Kent- e dos ghettos -eliminaçom dos "Black Panther"-, e a irresistível eclosom da "maioria silenciosa" representada por Nixon. Por outra parte, enquanto o Sistema vinha assimilando como moda as formas de contestaçom nom perigosas para sua continuidade, proliferavam os grupos armados por toda a geografia dos USA.

O filme antecipava, ante um imaginario, mas nom desdenhável, dado o ambiente de luita daqueles anos, aumento da contestaçom e os actos de sabotagem contra o Estado, a conseguinte repressom dos contestatários e rebeldes por insurreiçom de acordo com o Security Act de McCarran de 1950, e seu internamento em campos de detençom ao longo de todo o território . Aos detidos depois de ser condenados por uns tribunais pseudo-judiciais oferece-se-lhes a possibilidade de cumprir a condenaçom correspondente numha prisom federal ou receber um "castigo disuasorio" num "parque de castigo". O filme cobre em paralelo, com um ritmo fatigante, o seguimento por uma equipa de televisom de um grupo de jovens que aceitou o "castigo disuasorio", consistente em correr três dias polo deserto sem provisons, enquanto som perseguidos pola polícia, até chegar a um limite determinado que poderia marcar a sua libertaçom.*

Projecçom: quinta 14 de Janeiro às 20:30
C.S Revira. Gonzalo Gallas, 4.
Ponte Vedra

*Texto: José Ángel Alcalde, “Peter Watkins: O cinema de prospecçom futura como máquina de espertar conciências” em AA.VV. Ciência-Ficçom Europea, rev. Nosferatu nº 34-35, Janeiro 2001.

Escrito em 13-01-2010, na categoria: Actividades, Cinema
Chuza!
Projecçom do filme "Casas Viejas, o berro do Sul" (B.M. Patino)

A terça feira 12 de janeiro marca um triste e sanguento episódio para a historia das luitas revolucionárias. Em 1933, o povo de Casas Viejas (Cádiz, Andaluzia) ergueu-se com o objectivo de fazer a revoluçom em nome do comunismo libertário, chegando a abolir a propriedade privada, desituindo ao alcalde e expulsando à guarda civil. A incipiente República Espanhola de Azaña nom dubidará em reprimir duramente a revolta, enviando as forças de choque para assaltar, asediar, assassinar à meirande parte dos habitantes e calcinar por completo a aldeia.

Sinopse

O filme reconstroi os factos através de testemunhos, análise histórica e fragmentos ficcionados. Mentres vários historiadores oferecem dados dos sucessos e dos seus antecedentes: paro , fome, latifundismo, frustraçom das esperanças criadas pola proclamaçom da República, etc.

Dados técnicos

61'
Direcçom
Basilio Martín Patino
Guiom
Basilio Martín Patino
Fotografia
Luis Cano
Montagem
Fernando Pardo
Música
Dimitri Shostakovich
Intérpretes
Reginald Shave
Ricardo Muñoz Suay
Ciudadaos de Cazalla de la Sierra e El Pedroso

Escrito em 12-01-2010, na categoria: Actividades, Cinema
Chuza!

O Local Social Revira é um espaço alternativo galego inserido e ao serviço do movimento popular da comarca de Ponte Vedra fundado em Dezembro de 2003

Somos umha entidade independente, autogerida e plural, com visom de País e um projecto de esquerda anticapitalista.

Contacta com nós CS Revira em Facebook CS Revira em Twitter

Onde estamos? Gonzalo Gallas, 4, rés do chao Ponte Vedra, Galiza

Segunda-Feira 20.00 a 22.00
Terça-Feira 20.00 a 22.00
Quarta-Feira 20.00 a 22.00
Quinta-Feira 20.00 a 22.00
Sexta-Feira 20.00 a feche
Sábado 20.00 a feche

Ponte Vedra 100% em galego

LIGAÇOES

COLETIVOS PONTE VEDRA


CENTROS SOCIAIS

INFORMAÇOM

LINGUA

ANTIRREPRESIVO

MEIO AMBIENTE

FEMINISMO

SINDICATOS

DESPORTOS