XML error: Invalid document end at line 1, column 1

 

open source blog
Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe

Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe,

Vale. Chegou. Suponho que com isto, já alguém que busque informação sobre os Ruxe-Ruxe num buscador qualquer chegará aqui antes que à outra entrada sobre os Ruxe-Ruxe.Vale. Porque já mudei de opinião. Os Ruxe-Ruxe são magníficos. Ouvi os seus discos e gostei. Mas sobretudo, penso, é que um grupo capaz de levantar tantas paixões, capazes por sua vez de fazer que uma simples entrada sem importância deste blogue sem importância e comezinho, atinja os 14 comentários, é que não pode ser mau.

Saúde, e por se acaso não chegou o de antes...

Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe, Ruxe-Ruxe,

Hóstiaaaaaaaaa! Hóstia! Ghoder! ghoder! ghoder!

Fiquem bem.

22-11-2005, intimidades

Ainda sem comentários