Cursos 2020-2021

    Apoia-nos

    Revista A Malha Nº 1

    Defendamos o Minho

          Busca

        Grupo de estudos. Projecçom: "Colapso"

        Grupo de estudos. Projecçom: "Colapso"

        31-05-11

        Esta sexta-feira, dia 3 de junho, teremos umha nova sessom do grupo de estudos continuando co debate sobre a crise energética. Rematará-se de ver a projecçom do documentário "Colapso" e haverá debate a seguir.
        Lembrar que a ceia começa às 21h00.

        SINOPSSE
        Conheça Michael Ruppert, um estadunidense diferente. Ex-policial de Los Angeles que virou jornalista independente, ele previu a atual crise económica no seu folheto informativo, "From the Wilderness", numa altura em que a maioria dos analistas em Wall Street e em Washington estavam ainda em negação. O realizador Chris Smith já mostrara afinidade para com pessoas contra-corrente em filmes como "American Movie" e "The Yes Men". Em "Colapso", ele afasta-se estilisticamente dos seus anteriores trabalhos ao entrevistar Ruppert num formato que nos recorda o trabalho de Errol Morris e de Spalding Gray.
        Sentado numa sala que mais parece um bunker, Ruppert relata a sua carreira como pensador radical e fala da crise que vê estar para chegar. Baseia-se nas mesmas notícias e informações disponíveis a qualquer internauta, mas usa uma interpretação muito própria. Ele está especialmente apaixonado sobre o tema do pico do petróleo, a preocupação salientada por cientistas desde a década de 1970, de que eventualmente o mundo irá ficar sem combustíveis fósseis.

        Enquanto outros especialistas debatem este assunto de forma moderada, Ruppert não se detém a soar o alarme, apresentando um futuro apocalíptico. Ouvindo o seu fluir de opiniões, é provável que o espectador questione parte da retórica como paranoia ou ilusão, e que fique balançando sobre o que pensar sobre tal extremismo. Smith deixa os espectadores formarem os seus próprios julgamentos.

        "Colapso" serve também como retrato de um solitário. Com o passar dos anos, Ruppert manteve-se fiel ao que acredita apesar de feroz oposição. Ele descreve candidamente os sacrifícios e motivações da sua vida. Enquanto outros observadores analisam detalhes da crise econômica, Ruppert vê-a como um sintoma de nada mais do que o colapso da própria civilização industrializada.

        Escrito ?s 12:52:31 nas castegorias: actividades, grupo de estudos
        por SCMadiaLeva   , 320 palavras, 665 views     Chuza!

        Endereço de trackback para este post

        Trackback URL (clique direito e copie atalho/localização do link)

        Ainda sem comentários

          madialeva.gz@gmail.com
          Rua Serra de Ancares 18 Horário De segundas-feiras (luns) a sextas-feiras (venres) de 19h30 a 22h30 CIF:G-27360825
            CMS software