Video 26M

    Manifesto 26M

    Cursos 2017-2018

    Novidades

    Revista Nº 29

    Defendamos o Minho

          Busca

        26-M: Nom à jura

        26-M: Nom à jura

        03-05-18

        Diversos coletivos e organizaçons decidimos fazer campanha contra a Jura de bandeira civil que vam celebrar em Lugo por vez primeira o 26 de maio. Este é o manifesto que redigimos para lançar a iniciativa.

        26-M: NOM À JURA

        Há já meses que estamos a sofrer um aumento visível da ?fúria nacionalista espanhola? no nosso Pais e no resto do Estado Espanhol, coincidindo, nom por acaso, com o chamado Procés catalám. Na Galiza, se calhar, este fanatismo espanholista é ainda superior do que noutros territórios do estado, já que o povo galego, como o catalám, pertence a umha naçom sem estado oprimida polo Estado Espanhol.

        Como sabemos, o nacionalismo espanhol nom nasce com a vitória do Procés catalám, mas foi ao ver-se ameaçado por este quando precisou fortalecer-se e sacar todas as suas armas, como por exemplo impor os seus símbolos na rua e nos colégios: bandeira, hino? Desta imposiçom nasce a moda da jura civil da bandeira espanhola, que estám a defender com todos os seus meios, que nom som poucos (propaganda, leis, polícia, exército) e a pagar com o nosso dinheiro. Mais umha vez, vemos como o dinheiro do povo trabalhador será utilizado para reafirmar a imagem do Estado que nos oprime enquanto se nos nega para bens e instalaçons de uso público.
        O orçamento habitual para estes atos nom é precisamente baixo, em outubro de 2017 figerom-se juras semelhantes à que querem fazer na nossa cidade em Menorca e Castelló, nas que se perdérom 3.665 ? e 7.500? de dinheiro público respetivamente. Com todo, é provável que o custo fosse ainda superior e parte dele vaia disfarçado noutras partidas, como já figérom noutras ocasions.
        O dia 26 deste mês vai-se celebrar na nossa cidade um ato em que vamos gastar muitíssimo dinheiro, que nom vem em nengum programa dos partidos que regem o nosso Concelho, que ninguém pediu, que ninguém botava de menos e que mesmo é umha cerimónia anti-higiénica.
        Esta iniciativa partiu do Partido Popular e contou com o apoio institucional do PSOE, mas as luguesas nom a queremos e assim o demonstramos no inquérito que puxo em marcha El Progreso sobre a opiniom que nos merece a jura civil: arredor de 70% da populaçom luguesa rejeita este ato.
        Atos coma este som os que amossam que as instituiçons do Estado estám deterioradas e precisam de lavados de face; a imposta Monarquia sai de um escândalo próprio das revistas do coraçom para meter-se noutro, o Governo fai o ridículo por Europa adiante perseguindo cargos políticos e encadeando outros, o Estado nom para de colecionar declaraçons em contra emanadas polo Tribunal Europeio de Dereitos Humanos, pola sua crescente repressom, pola cada vez mais coartada liberdade de expressom, polo mantimento de presos e presas políticas, polo incumprimento das suas próprias leis penitenciárias, etc.
        Lembramos que o nosso firme compromisso com os nossos anseios de liberdade nacional e libertaçom social num modelo próprio é representado pola bandeira tricolor, branca, azul e vermelha. Por todo isto, nós, galegas e galegos de naçom e de adopçom, rejeitamos esses atos de homenagem à bandeira imposta espanhola e exigimos medidas reais para termos umha vida digna no nosso País e na nossa cidade

        Assinam ANOVA, BRIGA, CAUSA GALIZA, CIG, CS MÁDIA LEVA, LIGA CÉLTICA

        Escrito ?s 13:25:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 534 palavras, 41 views     Chuza!

        Endereço de trackback para este post

        Trackback URL (clique direito e copie atalho/localização do link)

        Ainda sem comentários

          madialeva.gz@gmail.com
          Rua Serra de Ancares 18 Horário De segundas-feiras (luns) a sextas-feiras (venres) de 19h30 a 22h30 CIF:G-27360825
            powered by b2evolution