Cursos 2018-2019

    Cineclube

    Novidades

    Revista Nº 31

    Defendamos o Minho

          Busca

        Letras Galegas para Carvalho Calero

        Letras Galegas para Carvalho Calero

        10-07-18

        Cada ano que a RAG renega dele, Carvalho Calero é mais reconhecido autor das Letras Galegas!

        Após umha década de reclamaçons procedentes de diversos coletivos culturais de base para que a Real Academia Galega dedique um Dia das Letras a Ricardo Carvalho Calero, por méritos bem conhecidos e indiscutíveis, a RAG continua a negar-se.

        A atitude de desprezo dói, nom polo que podam pensar muitos membros da RAG, mas pola referencialidade que essa entidade centenária mantém ainda em alguns setores.

        A atitude institucional e parainstitucional frente a umha figura de grande relevo intelectual e compromisso com o País, como é a de Carvalho Calero, é muito grave, porque nom é com sectarismo sistemático que se fai um país, nem negando-se a reconhecer quem, legitimamente, pensa de maneira diferente ao que marcam os cánones autonómicos.

        Se algo tem mostrado esta década de negaçom constante é a vitalidade das ideias lingüísticas que Carvalho representa, sendo elas precisamente as que explicam a censura da RAG e o silêncio cúmplice da Junta da Galiza.

        O tecido associativo de base que durante esta década reclamou o reconhecimento oficial de Carvalho Calero nom o fijo para convencer a RAG de nada. Figemo-lo para garantir que as ideias de Carvalho, compartilhadas por importantes setores do galeguismo já desde muito antes de a RAG existir, pudessem ser conhecidas por mais e mais galegos e galegas.

        É por todo isso que, faga o que figer a RAG em futuros Dezassetes de Maio, Carvalho continuará a ser lembrado e reivindicado por cada vez mais galegos e galegas que rejeitam o sectarismo e apelam às ideias avançadas de quem foi primeiro Catedrático de Língua e Literatura Galega.

        Continuaremos a difundir a obra de um dos grandes da nossa história contemporánea, autor de umha significativa obra literária nos mais diversos géneros e destacado teórico do reintegracionismo lingüístico.

        Enquanto houver Povo Galego, garantimos que Carvalho terá um lugar na memória e na prática coerente em defesa da Galiza e da sua língua.

        Galiza, julho de 2018

        Associaçom de Estudos Galegos (AEG)
        Associaçom Galega da Língua (AGAL)
        BRIGA
        Coletivo Terra (Eume)
        CS A Galheira (Ourense)
        CS A Gentalha do Pichel (Compostela)
        CS Gomes Gaioso (Corunha)
        CS A Revolta (Vigo)
        CS Fuscalho (Baixo Minho)
        CS Madia Leva (Lugo)
        CS Xebra (A Marinha)
        Diário Liberdade
        Escolas de Ensino Galego Semente
        Fundaçom Artábria (Trasancos)
        GalizaLivre
        Local Social Faisca (Vigo)
        SCD do Condado (Condado)

        Escrito ?s 14:49:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 395 palavras, 85 views     Chuza!

        Endereço de trackback para este post

        Trackback URL (clique direito e copie atalho/localização do link)

        Ainda sem comentários

          madialeva.gz@gmail.com
          Rua Serra de Ancares 18 Horário De segundas-feiras (luns) a sextas-feiras (venres) de 19h30 a 22h30 CIF:G-27360825
            powered by b2evolution free blog software